Grupo P.E.T.A. lança game em protesto contra maus tratos de animais em Super Mario 3D Land

16/11/2011 21:40



O grupo PETA, famoso pela luta contra os maus tratos aos animais, sempre teve pré-disposição para a polêmica com seus inúmeros protestos e campanhas.

Não que as lutas do grupo sejam despropósitos, muito pelo contrário, mas em certas situações parece que o objetivo do grupo é realmente chamar a atenção.

Os gamers devem se lembrar do grupo pelos episódios de protesto contra os games Cooking Mama e Super Meat Boy.

No primeiro episódio, o grupo condenava o game de culinária do Nintendo DS, pois a personagem principal, Mama, utilizava carne entre seus ingredientes. Um ultraje!


                       Mama prestes a cometer mais uma de suas atrocidades

No segundo caso, em Super Meat Boy, o protesto ia contra a violência praticada contra o pedacinho de carne protagonista do jogo.


                         Super Meat Boy:  o pedaço de carne mais sofrido dos games

O novo ataque do grupo, pasmem, veio contra um dos games mais improváveis: Super Mario Land 3D.

Segundo a organização, o personagem Mario estaria dando um mau exemplo por utilizar a roupa de Tanooki, ou seja, uma pele animal.

Como nos outros dois casos, o protesto foi além de simples discussões, e um game, desenvolvido pelos colaboradores do PETA, foi lançado para simbolizar a "luta" contra Super Mario Land 3D.

Com o infame nome de Super Tanooki Skin 2D, o jogador encarna um Tanooki ensanguentado que deve perseguir Mario durante uma fase coletando pedaços de sua pele.

O grupo alega ainda que " Os trajes de Mario nada mais são que peles de animais mortos e que é necessário fazer algo para salvar animais como o Tanooki (espécie de guaxinim)"



Para aqueles que, a exemplo dos membros do PETA, também se sentirem ofendidos com a atitude de Mario em seu novo game, basta dar o apoio à causa através do site do grupo e jogando o game: http://features.peta.org/mario-kills-tanooki/

E você, o que acha de toda essa discussão?