Repeti de ano e sofro com isso

26/11/2011 23:15

 

Os tropeços no colégio às vezes pesam demais. É o que está acontecendo com a T.:

“Em 2010, mudei para um colégio legal com pessoas muito legais. Eu estava no primeiro ano do Ensino Médio e foi o melhor ano da minha vida. Mas, por conta de vários problemas familiares (morte do meu avô e problemas de saúde do meu pai) não consegui me concentrar na escola e acabei repetindo de ano. Não estou aguentando, choro durante as aulas e quando vejo meus amigos no segundo ano me deprimo ainda mais. Não sei como lidar com isso!”

É duro demais quando você acha que encontrou a sua galera e, por algum motivo, é forçada a deixar de conviver com ela. Mas a vida é cheia dessas coisas, e temos que aprender a dar a volta por cima. Ou, como dizem por aí, “fazer de um limão, uma limonada”.

O fato é que não há muito o que fazer. A sua realidade agora é essa, é inevitável. Ou seja, não adianta muito ficar chorando porque não tem como voltar no tempo e fazer tudo diferente.

Mas não precisa ser tão triste assim. Se a situação não tem como ser alterada, o melhor a fazer é mudar a maneira como você está encarando tudo isso. Se por um lado é um saco, por outro você ganhou um ano mais de escola (e, acredite, são anos deliciosos dos quais você uma dia vai ter muita saudade!).

Seus amigos seguiram em frente, mas você ganhou a chance de conhecer ainda mais gente nessa escola nova, ou seja, mais amigos em potencial. E, além disso, você pode não estar na mesma classe da sua galera, mas continua na mesma escola, ou seja, nada impede que vocês continuem próximos.

Enfim, tente encarar essa realidade com um pouco mais de leveza. Procure o que há de bom nessa história (sempre tem alguma coisa!) e se apague a isso. A vida é curta e está passando, não use o seu tempo chorando por algo que não tem mais volta. Bola pra frente!

Outras meninas repetentes por aí? Como vocês estão lidando com isso?